O que é a fibrilação atrial (FA)?

A fibrilação atrial (também chamada de FA) é um batimento cardíaco trêmulo ou irregular (arritmia) que pode causar coágulos sanguíneos, acidente vascular cerebral, insuficiência cardíaca e outras complicações relacionadas ao coração. Estima-se que mais de um milhão de brasileiros vivam com FA.

Veja como os pacientes descreveram sua experiência:

“Meu coração dá um salto, pula ao bater e parece que está batendo contra a parede do meu peito, especialmente se estou carregando coisas pelas escadas ou me curvando”.

“Eu estava nauseada, tonta e fraca. Eu tinha um batimento cardíaco muito rápido e parecia que estava com falta de ar. ”

“Não tive nenhum sintoma. Eu descobri minha Fibrilação Atrial em um check-up regular. ”

O que acontece durante a FA?

Normalmente, seu coração se contrai e relaxa em uma batida regular. Na fibrilação atrial, as câmaras superiores do coração (os átrios) batem irregularmente (tremor) em vez de bater efetivamente para mover o sangue para os ventrículos.

Se um coágulo se rompe, entra na corrente sanguínea e se aloja em uma artéria que leva ao cérebro, o resultado é um derrame. Cerca de 15 a 20 por cento das pessoas que sofreram derrame apresentam esta arritmia cardíaca. Esse risco de coágulo é o motivo pelo qual os pacientes com essa condição usam anticoagulantes.

Embora a fibrilação atrial não tratada duplique o risco de mortes relacionadas ao coração e esteja associada a um risco 5 vezes maior de acidente vascular cerebral, muitos pacientes não sabem que o FA é uma doença grave.

De acordo com a pesquisa “Out of Sync” de 2009:

  • Apenas 33% dos pacientes com FA pensam que a fibrilação atrial é uma condição séria
  • Menos da metade dos pacientes com FA acredita ter um risco aumentado de acidente vascular cerebral ou hospitalizações relacionadas ao coração ou morte

O tratamento da FA salva vidas e reduz os riscos

Se você ou alguém que você ama tem fibrilação atrial, aprenda mais sobre o que é FA, pois o tratamento pode salvar vidas e o que você pode fazer para atingir seus objetivos, diminuir seus riscos e ter uma vida saudável.

Se você acha que pode ter fibrilação atrial, aqui estão as etapas mais importantes:

  1. Conheça os sintomas:
  • Sensações no coração, às vezes chamadas de palpitações, que podem incluir batimentos cardíacos irregulares, solavancos ou baques
  • Um sentimento que o coração está acelerado
  • Dor ou desconforto no peito
  • Desmaio, tonturas ou vertigens
  • Fadiga, falta de ar, ou fraqueza
  1. Procure o tratamento certo
  2. Reduza os riscos de derrame e insuficiência cardíaca

Estamos aqui para ajudá-lo a ter uma vida mais saudável!

Fale conosco!
Dra. Uelra Rita Lourenço

CRM-SP: 88.881
RQE Clínica Médica: 61.415
RQE Cardiologia: 61.416
Agendamento de Consultas:
Telefone: (11) 99281-7578
Site www.saudeurl.com.br
São Paulo-SP e Osasco-SP


Fonte: American Heart Association

www.heart.org